Conheça as principais taxas do sistema bancário para empresas

Sobre o que vamos falar?

Tempo de Leitura: 2 minutos

As taxas do sistema bancário podem ser uma grande fonte de gastos para as empresas. Por isso, é preciso saber gerenciar bem os recursos financeiros para evitar uma diminuição expressiva das margens de lucro.

Essas taxas são acordadas entre o banco e a empresa durante o processo de abertura de conta. Para que não haja o risco de pagar por serviços que não serão usados, é importante conhecer previamente quais os pacotes oferecidos pelas instituições bancárias e escolher aquele que melhor atende às necessidades do negócio.

Quer conhecer as principais taxas do sistema bancário e evitar que elas prejudiquem a sua margem de lucro? Continue a leitura do post!

Tarifas do cartão de crédito

Felizmente, houve uma diminuição na quantidade de tarifas cobradas em cartões de crédito. O Banco Central fez uma espécie de padronização nas cobranças, de modo a facilitar a vida de pessoas físicas e jurídicas. As cinco principais tarifas do cartão de crédito são:

  • anuidade;
  • saque com cartão;
  • avaliação de crédito emergencial;
  • tarifa de pagamento de contas;
  • segunda via do cartão.

Custos de manutenção

Para que uma conta bancária permita todas as operações necessárias ao negócio, é cobrado um custo mensal de manutenção. Esse é um valor que varia entre os bancos, sendo que os digitais oferecem vantagens nesse sentido. Por um valor acessível, é possível ter acesso a uma grande quantidade de operações, em comparação às instituições bancárias tradicionais.

Tarifas de boletos gerados ou compensados

Hoje em dia, os boletos são bastante utilizados no comércio virtual. Para que a empresa utilize esse meio de pagamento, é preciso que ela faça uma carteira de cobrança, que é um serviço bancário que permite a emissão de boletos. Depois, é importante contar com um software que faça o procedimento de gerar esses documentos.

Taxas de transferências bancárias

Se você pensou em TED e DOC, essas são exatamente as duas taxas de transferências bancárias utilizadas no Brasil. Enquanto o primeiro é um meio automático de transferir dinheiro, o segundo requer um prazo de compensação bancária, uma vez que o valor não cai na conta do beneficiado automaticamente.

Hoje, não existe uma quantia mínima e nem máxima para uma TED; já para o DOC, o valor deve ser inferior a cinco mil reais.

Gerenciar todas essas taxas pode ser um desafio e tanto. Entretanto, é possível controlá-las e até mesmo reduzir esses custos. Para isso, é preciso que você:

  • conheça bem as reais necessidades do negócio, de modo a escolher o pacote de tarifas mais adequado;
  • repense sobre o banco, caso as tarifas estejam muito altas;
  • converse com o gerente do seu banco, no intuito de negociar descontos em taxas;
  • faça uma escolha acertada quanto à maquininha do cartão de crédito;
  • utilize carteiras digitais, como o Paypal e o PicPay, para ter um leque mais amplo em relação a meios de pagamento.

Para evitar a diminuição da sua margem de lucro, o controle quanto às taxas do sistema bancário é fundamental. Dessa forma, você consegue identificar com mais clareza como é possível economizar, de modo a alocar melhor os recursos do seu negócio.

Viu como é importante conhecer as taxas do sistema bancário e como gerenciá-las? Para receber em seu e-mail outros conteúdos como este, aproveite para assinar a nossa newsletter!

banner lateral blog news assinar
Tenha todas as informações e novidades sobre tecnologia, gestão e emissão fiscal em primeira mão 🚀

    # Você vai se interessar também

    Tabela NCM Atualizada
    Capture suas Notas Fiscais em mais de 2.400 Municípios
    NT 2021.004

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Migrate logo Branco

    Fale Conosco

    11 4240 6556

    Deixe seu melhor número para contato,

    nós ligamos pra você...