balanço patrimonial

Balanço patrimonial: veja para que serve e como analisá-lo

O balanço patrimonial tem por objetivo dar uma visão integral acerca da saúde do negócio. Isso é importante para que os gestores possam analisar se é viável expandir investimentos ou contrair gastos, por exemplo.

Elaborar e analisar esse documento é algo indispensável. Além disso, contar com um profissional de contabilidade faz toda a diferença nesse momento, no sentido de ter o conhecimento necessário para fazer a inserção correta de todas as informações no balanço patrimonial.

Quer saber mais sobre a estrutura e como analisar um balanço patrimonial? Continue a leitura do nosso artigo até o fim e tire suas dúvidas!

O que é balanço patrimonial?

Reforçando o que já foi falado, o balanço patrimonial é um relatório contábil responsável por avaliar a situação de patrimônio e financeira da empresa. Na maioria das vezes, o período destinado a essa análise é de doze meses.

O balanço patrimonial requer também uma documentação precisa e organizada do fluxo financeiro, no intuito de evitar inserções inconsistentes de informações. Vale também salientar que esse relatório contábil é útil no planejamento tributário e serve de norte aos investidores, uma vez que eles avaliam a saúde da empresa com base no registro de movimentações financeiras.

Qual a estrutura de um balanço patrimonial?

Basicamente, um balanço patrimonial conta com três componentes: ativos, passivos e patrimônio líquido. Acompanhe as subseções a seguir e entenda melhor cada um deles.

Ativos

Os ativos consistem em bens e direitos da empresa. O primeiro representa aquilo que a empresa utiliza em suas operações, como veículos e máquinas. Já o segundo diz respeito àquilo que entrará na receita do negócio, como as contas a receber.

Passivos

Os passivos da companhia são as suas obrigações. Dentre elas, podemos citar salários, impostos, taxas e dívidas. Na hora de preencher o balanço patrimonial, é importante separar essas obrigações entre as que têm maior prioridade de quitação e as que podem ser quitadas em um prazo maior do que o período analisado no relatório.

Patrimônio líquido

Quando a empresa tem quotistas ou acionistas, estes têm direito a uma parte dos ganhos, configurando o patrimônio líquido. Essa parte do relatório inclui:

  • reservas de capital;
  • capital social;
  • prejuízos acumulados;
  • reservas de lucros, entre outros.

Vale também salientar que o patrimônio líquido é a diferença entre os ativos e passivos no período estipulado no relatório, sendo então que esse valor é dividido entre os sócios.

Como analisar um balanço patrimonial?

Para que seja feita uma análise correta do balanço patrimonial, é preciso inserir as informações sobre os ativos por ordem de liquidez. Os mais líquidos devem ser inseridos primeiro, e caso estes sejam predominantes no relatório, é um indicativo de que a maioria dos compromissos da empresa podem ser rapidamente quitados.

Os bens representam ativos com menor liquidez, por serem itens materiais usados nas operações do negócio. Em compensação, os direitos tem maior liquidez, por isso devem ser inseridos no topo da lista de ativos e os passivos seguem consideram os prazos a serem cumpridos. Outros detalhes devem ser inseridos e analisados no balanço. Dentre eles, podemos citar:

  • ativo circulante: representa tudo aquilo que é ou que será transformado em dinheiro no ano de que está realizando balanço mais ano subsequente.
  • ativo não circulante: é tudo que será liquidado em um prazo superior a um ano;
  • passivo circulante: pagamentos que a empresa deve quitar no ano do balanço mais ano subsequente.
  • passivo não circulante: é quando a companhia tem obrigações com vencimento superior a um ano.

O objetivo de um balanço patrimonial é dar uma visão integral de como está a empresa. É importante não só na tomada de decisão por parte dos gestores como serve de norte aos investidores. Com base nesse relatório contábil, é possível verificar se é viável fazer novos investimentos ou economizar recursos.

Agora que você entendeu a importância do balanço patrimonial, continue em nosso blog e entenda melhor a diferença entre gestão de tributos e planejamento tributário!

 

CTA para complementar o tema sobre balanço patrimonial

Camila Wolfer, 27 anos, formada em Sistemas de Informação, Coordenadora de Relacionamento na Migrate. Responsável por fidelizar e manter o bom relacionamento com parceiros, buscando excelência no Customer Success, com experiência em atendimento a clientes no setor público e privado e emissão fiscal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisando de ajuda?

Nosso suporte é feito através da abertura de chamados pelo email:
atendimento@migrate.info

Caso já tiver aberto um chamado, você também pode ligar para o número
11 4240 6556

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência de navegação.

Política de Privacidade

Deixe suas informações para mantermos contato.

    Deixe suas informações para mantermos contato.